quinta-feira, 19 de maio de 2011

Pensamentos soltos. Ideias amarradas.

Rascunho sempre algumas ideias e pensamentos soltos e nunca publiquei. Hoje tomei coragem de postar tantas interrogações:
Precisamos de calças vermelhas?

E de sorrisos amarelos?

Precisamos tanto ter ou já esquecemos do ser?

Nós não nascemos pra andarmos todos iguais. Qual o destaque que você quer ter no mundo?

Roupas são libertadoras? Ou nos aprisionam na repetição?

Marcas nos tornam melhores? Ou seria a atitude?

Que mensagem você quer passar pro mundo?

Dos ideais que você cultiva? Ou que coleciona cabides cheios?

Eu não busco 15 minutos de fama aqui. Mas busco um coro de vozes que estejam atrás de coisas boas pro seu dia-a-dia. Um ânimo extra. Uma ideia bonita na cabeça.

Só pra refletirmos. :)
Ana veste, na sombra e no sol:
Vestido Brechó B. Luxo - 79,00
Blazer Maria Bonita Extra pra C&A - 129,90
Cinto O Artífice - 15,00
Bolsa O Artífice - presente do amigo
Meia-calça Lollypop
Sapatilha Santa Lolla - 99,00

33 comentários:

Caschu disse...

Eu acredito que as roupas têm o poder de nos libertar, mas se levadas a sério demais, nos aprisionam entre detalhes pequenos e desimportantes.
Talvez, através delas consigamos nos expressar melhor e mostrar ao mundo quem somos; no entanto, não significa que cabides cheios nos ajudem nisso. Seja de calça vermelha ou com aquele jeans velhinho, todos temos algo construtivo a dizer, é só começar!

Quanto ao look: lindo vestido!

Beijos
www.tolamaravilha.blogspot.com.br

juliana g. disse...

é por isso que eu volto aqui sempre.
roupa serve em todo mundo e todo mundo tem.

mas atitude, inteligência e consciência nem todas possuem.... e não cabe em todo mundo... e não cai bem em qualquer uma!

=)

Cláudia Paulino disse...

Adooorei, Aninha !!!
Compartilho das suas
interrogações !!!
Mostre mais vezes os seus pensamentos soltos...
Eu não coleciono cabides cheios e
acho que o ser é mais importante, sempre !!!
Gente, amei o vestido, que estampa mais lindaaa !!!
Gostei de tudo, adoooro seus
looks !!!
Beijoooocas

Helena M. disse...

Arrasou no pensamento! Falou tudo!
E o vestidinho! Que fofura!
xoxo
Helena
http://www.thehoneyflowergirl.blogspot.com/

raphaela alcantara disse...

olha amei seu blog e ja estou te seguindo e queria muito fazer uma entrevista com vc me envia seu resposta por email e e visite meu blog e se gostar siga e logico deixe se comentari sua opnião e muito importante
email>rafaela-sz2011@hotmail.com

blog>euqueroesselook.blogspot.com

Andréia disse...

Ana querida
É este o motivo que me conduz todos os dias até aqui. Tem conteúdo dentro destas roupas lindas. Parabéns pelas reflexões tão atuais em tempos de consumo desenfreado.
E que vestido lindo, hein ! Amei !
Bjobjo
Andréia

iolanda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
barbara disse...

Lindas as palavras e o look,vc arrasa em todos os sentidos :)
Acredito que voltamos sempre aqui pq no blog nos sentimos "em casa" e vc parece aquela amiga com quem conversamos as besteiras do dia-a-dia e que nos traz alegria com coisas simples.Beijos !!!!

Lupolideias disse...

Concordo com a Barbara, vc é como uma amiga que podemos encontrar no final do dia para um papo leve. O look tá lindo ( vermelho + caqui) é uma bela cartela.. e o texto é boa reflexão..( mas podemos sim ter e usar isso para ser o que realmente somos )
beijo
Lu

Flavia Caruso disse...

Aninha, siga a sua instuição, sempre! Infelizmente todos os humanos são vitimas do julgamento precipitado. Pessoas não buscam compreender as outras, querem a compreensão de mão beijada e isso fica nas nossas mãos.
Você é uma pessoa iluminada até quando vai na padaria de havaianas! :D

<3

donnanina disse...

Queria ta vestida assim hojeeee!!! AMEIIIIII!!! AMEI!

donnanina disse...

Ah, sabe, prá mim, uma peça de roupa é uma pedaço de pano que PRECISA que EU o preencha...embora ela seja uma espécie de complemento da minha personalidade, de como estou me divertindo, ou não, aquilo, ou aquela marca, não é mais importante do que sinto, do que penso, do que quero, dos que tenho por perto, do que SOU...Enfim, partilho e me agrado dos seus pensamentos! Compartilhe sempre!
Bjos

Botocuda disse...

É prá responder?
.......
Ficou tensa, hein? Imagina? Eu poderia ficar horas divagando.
Mas entendo que é prá gente pensar.

Eu acredito na liberdade das escolhas, da roupas, das opções. Acho que a vestimenta é para nos divertir.
Embora um senso (idade, corpo) vai bem, claro.

De fato seu blog hoje é o único que eu sigo que tem roupa do dia.
Sabe por que?

Porque é sobre o look da vida real, você não é uma estilista que tem de se vestir bizarramente para fazer tipo.
Não vive disso.
Tem prazer em se vestir, em buscar precinhos off, em conhecer suas leitoras, em expor pensamentos, em interagir, em ouvir opiniões... Além de prazer tem compromisso com tudo isso.
E o mas incrível: apesar de se expor (seu look, suas idéias e pensamentos) não expõe sua vida, não dá de coitada, nem de luxo, de bacana. É natural você mesma!!

Mas sempre rola um stress quando temos um evento, qual traje usar?

E prá falar do look, gostei (hum trocava a meia por marron, só prá não perder o costume de mudar o look prá mim)! E engraçado como a meia preta pareceu azul escuro... sinto isso mesmo quando coloco a minha.

Bjim e sempre tenha coragem de desabafar! Ok?

Ana - Hoje Vou Assim OFF disse...

A meia é cinza! por isso pareceu azulada! :)

Bjão!

Rosa disse...

alguém aí é estudante de psicologia, comunicação social, ciencias sociais? o assunto da, no minimo, um TCC. #ficadica

qto a mim, no momento, nao me permito nem cortar o cabelo. a moda, (ou o q a gente acha q os outros acham q ficam melhor na gente, chamem como quiser), seja vc fashion victim ou do time das descoladas/originais/ousadas pode ser uma muleta emocional beeeem eficiente...

Rafaela disse...

Amiga, agora sim pode vir para Curitiba... sapatilha com meia!

Percebeu como estou com frio nessa terra gélida? Só penso em pézinhos quentinho, rs.

barbara_emanuel disse...

Oi. Sou a Bárbara que tava na Cobal outro dia com a Alice, Cris, Jananda, etc... (sou aquela que morava em Berlim). Passei aqui pra conhecer seu blog (muito bom! Eu tbém ♥ off!) e pra agradecer a dica dos lencinhos clean&clear na Venâncio da saenz peña. Fui lá comprar isso e ainda descobri que lá tem tudo que eu quero, de Nivea a L'Occitane! Um tesouro que eu não descobria pela barreira mental do Palheta na porta... Valeu! :)

Josiane disse...

Olá!
Vejo seu blog todos os dias (impreterivelmente!), mas nunca comentei nada... Hoje lendo o seu momento de coragem de publicar suas indagações (que por sinal eu adorei), criei coragem e passei aki para deixar meu recadinho!
Parabéns! Vc é ótima! Seu blog é ótimo e suas idéias também!
Sou fã!
Bjs!

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos disse...

Menina!
Seu look tá arrasando e você continua fazendo milagre com pouco dinheiro - deveria ser a nossa Ministra da Fazenda...rs
Beijos e saudades.

Juliana Machay disse...

Disse tudo, palavras honestas e certeiras. Vai virar mantra na minha vida quando for olhar uma vitrine!

Olívia Palito disse...

"Precisamos de calças vermelhas?"
perguntei isso ontem pra minha cunhada... kkkkkk!
nao quero uma calça vermelha nao...
ja dizia o poeta: "A resposta certa, não importa nada: o essencial é que as perguntas estejam certas."
bjo bjo
pri

Kelly Lira disse...

Arrasou Ana, como sempre!!


Mas um desabafo: Como me arrependo de não ter comprado esse blazer na cea...=(

beijos!

Kelly P disse...

Ana, este look ficou lindo. Mas, na minha humilde opinião, acho que um saltinho iria valorizar ainda mais esse vestido lindoooo. Mas eu sou suspeita, já que adoro um saltão. Hehhehe

Beijossss

Nunca vesti 36 disse...

Ana ficou lindo! o look!

Nunca vesti 36 disse...

Ana, o look ficou lindo e core ni inverno é tudo de bom!Bjs, Joyce.

Renata Proença disse...

Nossa, Ana ,as suas questões dão muito pano pra manga !Eu encaro a moda como forma de expressão.Procuro dominar a moda e não deixar que a mesma me domine.Acredito que a imagem abra portas , mas não as mantem abertas.É preciso o conteúdo, a atitude .Não compraria uma calça vermelha porque sou meu travada com cores muito abertas rsrsrsrsr .Não faço questão de ter uma coleção de peças de grifes. Os preços são surreais ! Por isso eu amo , C&A, Renner, Riachuelo ,Marisa etc. rsrsrsr Tem prazer maior do que pinçar peças legais com um preço melhor ainda ?Por isso , quando uma amiga sua me falou do seu blog, me identifiquei na hora ! rsrsrsr

maite disse...

Ana com os pensamentos e os looks você vai agradar gregas e troianas!

Beijos. Com amor.

Maite.

Tífani Albuquerque disse...

Linda como sempre!
Eu sempre quero me rasgar qdo vejo você com esse blazer!!! Fica tão lindo, tão sua cara!!!
Eu tento, tento e tento, mas ainda não achei um pra chamar de meu. Sei lá implico com as minhas costas largas nos blazeres que experimento hahahhaha
Beijocas

Gi Salmazi disse...

Ahhhh Ana questões complicadas de se responder...já me fiz essas perguntas tantas vezes...
acho que o mais importante não é ter ou ser alguém, o mais importante é ter personalidade até para ser vitima da moda rsrsrs é saber que os objetos não são a sua vida, fazem parte dela e o mais complicado é ter tudo isso de uma maneira saudável...
Ser totalmente off e criativa vc sabe bem que não é tão simples, ter uma condição de vida melhor e comprar peças e marcas que lhe agradam nem sempre te encaixam em qualquer lugar...
Enfim, gosto da calça vermelha, da bolsa da moda, mas gosto mais de me olhar no espelho e ver que lá ainda está a minha imagem e isso é o que realmente importa!

E hj seu look ficou lindo demais, ousado e ao mesmo tempo discreto e a cada dia vc me surpreende mais!

Parabéns por tudo!

bjs carinhosos
Gi Salmazi

sinarac disse...

Simplesmente p-e-r-f-e-i-t-o!
Muitos dizem usar a moda como forma de libertação e acabam prisioneiros de si mesmos...

Botocuda disse...

Adorei o Ministra da fazenda!! :)

Ah, e eu tive uma calça jeans vermelha em 1994! Era o máximo, tive vermelha, azul e amarela! Super moda, eu amava, era justa e ficava linda no corpo!

Mas.. hoje tenho uma outra vermelha bem antiga, que não anda caindo muito bem por causa de uns quilinhos que não me pertencem. Mas não e desfiz porque ainda quero usar, mesmo essa moda atual passando.

Eu não PRECISO nem ando querendo uma calça vermalha... mas será que quando queremos, realmentedesejamos genuinamente? Ou apenas somos treinadas para repetir?

Bjim sra Ministra

Gabriela Galvão disse...

Aninha, tá toda linda. Qanto mais dúvidas, melhor a coisa fica, eu acho!

Beijos!

DricaPeixoto disse...

As vezes eu sinto falta de ver mais do mesmo e me assusto com tantas coisas que a moda tenta nos empurrar garganta abaixo.

Me adapto do meu modo,no meu mundo. Não gasto mais, não compro pq quero e sim pq preciso. Se passei a gostar de uma tendência, viva! Senão, fora!

A vida deve ser assim, mas muitos tentam agradar mais aos "outros" do que a si mesmo. Fatalidade! :/

Não preciso ser diferente, não preciso ter marcas, não preciso gastar mais. Preciso ter qualidade de vida. Nessa loucura toda de modismo e super valorização eu tento ser eu mesma e me identificar com o que resta, se restar ;)

Beijo enorme!